IGREJA NOS LARES

Por Que Nos Reunimos Assim?

Louvar a Homens

Apartar-se

A Igreja de Deus Nos Dias de Hoje

Fora do Arraial

IMPORTANTE

Espiritualidade egolatria

DESTRUIÇÃO DO TEMPLO

ESPIRITO MENTIROSO

Calar por amor ou falar por causa da verdade?

Julgar os Profetas é preciso?

CUIDADO COM AS SEITAS CRIADAS POR INFRUÊNCIA DE ANJOS

ENGANADOS POR UM “ANJO”

Foi anjo ou Demônio que apareceu para Willian Branham?

Lobos Disfarçados Quem São?

OS FALSOS PROFETAS

Profeta Elias? Para quem ele foi prometido?

Profetas no Velho e no Novo Testamento há diferença?

UM ESTRANHO "JESUS"

Willian Branham é o Mensageiro do Apocalipse?

WILLIAN BRANHAM É PROFETA OU MÉDIUM?

Willian Branham e Vó Rosa São deuses?

Willian Branham precursor da vinda de Cristo?

WILLIAN BRANHAM - UM PODEROSO CAÇADOR

Moisés viu ou não viu a Deus?

LER A BIBLIA E DESCOBRIR OS FATOS

TEMOS QUE GUARDAR AS LEIS DO ANTIGO TESTAMENTO HOJE?

CRISTO VERSOS CONFUSÃO RELIGIOSA

“SANTAVÓ ROSA”

A Religião de Ninrode

A Humildade

Quem é o Espírito Santo?

O Sacerdócio dos Cristãos

QUANTAS IGREJAS HÁ?

A Fonte da Água Viva!

QUE DENOMINAÇÃO É ESTA?

Odiar os Judeus?

A Cabana e o Fermento da Nova Era

Enganados por um Falso Jesus

Kenneth Hagin & Cia Ilimitada

A Ilusão Carismática: Kenneth Hagin e o Espírito da Serpente

DEUS HABITA NO ESPÍRITO OU NA ALMA?

AVATAR O FILME

A SEMENTE DA SERPENTE

Seis Sinais Identificatórios de Falsos Profetas

A IGREJA E A RELIGIÃO

PORQUE NÃO SOMOS RELIGIOSOS

“DÍZIMO, a maldição da LEI na GRAÇA”.

A BIOGRAFIA DE JESUS

SOBRE O ISLÃ

FALSOS MESTRES

O Anátema (Amaldiçoado, excomungado).

DIZIMO: BENÇÃO OU MALDIÇÃO?

A Doutrina dos Nicolaítas

Babilônia

DÍZIMO É PECADO!

DIZIMO PARTE 1

DIZIMO PARTE 2

DIZIMO PARTE 3

DIZIMO PARTE 4

DIZIMO PARTE 5

DIZIMO PARTE 6

DIZIMO PARTE 7

DIZIMO PARTE 8

DIZIMO PARTE 9

O CARISMA MATA

NÃO DEIXE A CONGREGAÇÃO

OBSESSÃO: CAUSAS E LIVRAMENTO

NOME DO DEUS TRIÚNO NO BATISMO

O HOMEM QUE É DEUS

DENOMINAÇÃO RELIGIOSA

A VIRTUDE DA SOLIDÃO

O “JESUS” QUE JESUS NÃO CONHECE!

Juntas e Ligamentos

DESTRUIÇÃO DO TEMPLO

OS BENEFÍCIOS DA INDEPENDÊNCIA

A NOVA REFORMA E O GRÃO DE TRIGO

PRINCÍPIOS BÁSICOS AO LER A BIBLIA

O maior é o que mais serve

Liderança não é para crianças

Adoradores do Diabo

CUIDADO É SEITA

Como Detectar se as Visões São de Deus ou de Satanás

Batismo: A Circuncisão Cristã

O perigo do materialismo na igreja

O Grande Apelo

A IGREJA SUBVERSIVA E CLANDESTINA CONTINUA CRESCENDO.

Pastor um Figura Totêmica

O Batismo Visa ao Perdão dos Pecados

Eis Que as Trevas Cobrirão a Terra |

O CRISTÃO NÃO CRE NA REENCARNAÇÃO

DE DEUS NÃO SE ZOMBA

A Unidade Mundial e a Manifestação do Anticristo

A MARCA DA BESTA

O Anticristo trará paz ou guerra?

Implante de Chip

Classe Mediadora

ESPIRITO MENTIROSO

A OBDIÊNCIA NO USO DO VÉU

O Bezerro de Ouro

Torturado nunca mais

As 10 semelhanças entre nazismo e as religiões cristãs

O Falso Profeta II

O Sistema de Deus X Doutrina dos Nicolaitas

O Que é humildade?

Caracteristica do Abuso Espiritual

Falsa Doutrina

As Mulheres deve usar o véu?

Todos Caminhos Levam a Deus?

Qual Jesus?

Você conhece Deus?

Os falsos profetas

Assim Cremos
    A Doutrina dos Nicolaítas
 



Está escrito: “Tens, contudo, a teu favor que odeias as obras dos nicolaítas, as quais eu também odeio. Outrossim, também tu tens os que da mesma forma sustentam a doutrina dos nicolaítas”. (Ap. 2:6 e 15).

Qual o significado da palavra “nicolaítas” mencionada na carta a igreja em Éfeso? A palavra nicolaítas significa: superior aos outros.

A palavra “nicolaítas”, em grego, é composta de duas palavras: “nikao” e “Laos” significa “conquistar” Laos significa “povo comum” ou “Laicato” (leigo). Então, “nicolaítas” significa “conquistando o povo comum” ou “sendo vitoriosos sobre o laicato” (leigo).

Portanto, os nicolaítas refere-se um grupo de pessoas que se estimam superiores aos cristãos comuns e que são entendido, homem dentro do ramo (profissionais), que se posicionam acima dos outros.

Isso, sem dúvida, diz respeito á hierarquia que foi pouco a pouco introduzida e estabelecida no meio do povo de Deus. Dessa forma foi instituído um grupo de pessoas como uma classe intermediária entre Deus e os homens. Deus odeia isso.

A doutrina dos nicolaítas é a ditadura religiosa, é o homem no trono e a denominação no centro. É o papa, bispo, padre, pastor etc. no trono e a denominação no centro.

Deus odeia a ditadura. Está escrito: “Ora, o Senhor é o Espírito; e, onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade,” ((2 Cor. 3:17).

Jesus aboliu a divisão cléro/leigo. Quando Jesus morreu o véu que separava o povo de Deus rasgou-se, pondo fim a classe mediadora. Jesus aboliu a classe dos sacerdotes.

Pelo que diz: Subindo ao alto, levou cativo o cativeiro e deu dons aos homens, ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores. (Efésios 4:8 e 11).

O que era uma classe mediadora no Antigo Testamento, no Novo é apenas um dom. A liderança no reino de Deus foi deturpada em um modelo de hierarquia á maneira do mundo, com um conselho e pastores dominado sobre o rebanho através de nomeação de cargos, invés de relacionamento de servo.

Não há pessoas ou personalidades que concentre olhares, a não ser Cristo. Tanto na igreja católica, como nas igrejas evangélicas, Cristo é Senhor e cabeça apenas teoricamente, o homem continua sendo a cabeça no trono e a organização no centro, não há exceção, em todas as religiões.

SACERDÓCIO UNIVERSAL – Deus separou do Egito um povo para Si e, junto ao monte Sinai, declarou Sua intenção para com esse povo. Êxodo 19:5-6 diz: “Agora, pois, se diligentemente ouvirdes a minha voz, e guardardes a minha aliança, então sereis a minha propriedade peculiar entre todos os povos: porque toda a terra é minha; vós me sereis reinos de sacerdotes e nação santa”.

Vemos, claramente, que o desejo de Deus era que todos fossem sacerdotes. No entanto, não muito tempo depois, o povo de Israel adorou o bezerro de ouro (Êxodo 32:1-6), perdendo o sacerdócio para a tribo de Leví, que fora fiel a Deus.

Por esse motivo, surgiu uma classe mediadora de sacerdote, em vez de toda nação ser constituída de sacerdote. Com isso todo restante do povo perdeu o direito de servir a Deus, de tratar dos negocio Dele.

Todavia no Novo Testamento, Deus voltou á sua intenção original. A vontade perfeita de Deus é que todos os crentes em Cristo deveriam exercer as funções de sacerdotes. Em sua segunda epístola, o apóstolo Pedro fala que todos os que foram salvos por Deus são edificados casa espiritual para serem sacerdote santo ( 1 Pedro 2:5-9). E não só isso, mas também, raça eleita, sacerdócio real, nação santa e povo de propriedade exclusiva de Deus.

Aleluia! Todos na verdadeira igreja de Deus são sacerdotes, que o servem e cuidam de seus interesses. Essa era a situação da igreja primitiva: todos eram sacerdotes e, apesar de terem seus afazeres seculares, viviam para Deus e cuidavam das coisas de Deus.

A DEGRADAÇÃO - Já no final da igreja primitiva, ainda no primeiro século, o comportamento dos nicolaítas começou a espalhar-se entre os cristãos, isso levou a maioria deles a perder o interesse pelas coisas de Deus e gerou uma classe mediadora na igreja. Alguns séculos se passaram e a hierarquia foi totalmente instituída na igreja, existindo até os dias de hoje, quando prevalece o sistema clerical no cristianismo. Tal sistema mata a função dos membros do Corpo de Cristo, uma vez que poucas pessoas substituem a maioria no tocante ao serviço a Deus. Com esta estratégia, satanás paralisou, por séculos, o funcionamento dos cristãos na igreja.

A RESTAURAÇÃO - Hoje Deus está restaurando o sacerdócio universal do Seu povo. O Senhor nos ama e, pelo Seu sangue, libertou-nos dos nossos pecados, e constituiu-nos reino de sacerdotes para o nosso Deus e Pai (Ap. 1:5-6; 5:9-10).

Temos de perceber que não fomos introduzidos por Deus numa religião organizada, mas fomos colocados em um organismo vivo que é o Corpo de Cristo, do qual somos membros.

Todos os membros do Corpo devem funcionar como sacerdotes para que todo o Corpo possa crescer em amor Ef. 4:15-16).

Deus concedeu á igreja apóstolos, profetas, evangelista, pastores e mestres – que não são oficio, titulo nem posições hierárquicas, porém dons, funções orgânica – visando ao aperfeiçoamento dos santos para o desempenho do seu serviço a Ele, e não para substituí-lo na edificação do corpo de Cristo (Ef. 4:11-12).

Todos nós devemos exercer os nossos direito de sacerdócio, cuidando dos negocio de Deus, servindo a Deus e edificando o Corpo de Cristo, que é a igreja de Deus.
O sistema de padres da igreja do mundo, o sistema clerical da igreja do estado, e o sistema pastoral das igrejas evangélicas são todos da mesma natureza. Eles são todos nicolaítas. Na Bíblia há somente irmãos. Há o dom de pastor, mas não sistema de pastores. O sistema pastoral é uma tradição do homem.

Jesus disse aos seus discípulos: “Vós, porém, não sereis chamados mestres, porque um só é vosso Mestre, e vós todos sois irmãos. A ninguém sobre a terra chameis vosso pai (papa, padre); porque só um é vosso PAI, aquele que está nos céus. Nem sereis chamados guias (pastor), porque um só é vosso Guia (pastor), o Cristo.” (Mat 23:8-10).

Na Bíblia existem dons de pastor, não sistemas de pastores. O dom é legitimo, o sistema é falso. O dom é de Deus, o sistema é do diabo.

O que Jesus disse é que apesar de existir os dons de: apóstolos, profetas, evangelistas pastores e doutores, ninguém deve ser chamado pelo dom que tem. Quando você chama alguém de pastor, padre etc. você está desobedecendo ao mandamento de Jesus.

Os dons foram dados para o aperfeiçoamento dos santos e edificação do Corpo de Cristo, os homens transformaram em ofícios (profissão), e motivo para dominar. A “igreja” virou empresa e os pastores empresários ditadores e orgulhosos com status e milionários. Porque a religião é o comercio mais lucrativo na face da terra.

O que está sendo praticado em termo de religião, não tem nada a ver com os ensinamentos de Jesus e dos apóstolos, são mal entendidos, ou falta de revelação.

José Ribeiro